Header Ads

Projeto de Lei Ridículo de Wanderley Dallas constrange deputados da Assembléia Legislativa do AM – Coisa de Crente desocupado

Um projeto de lei do deputado estadual Wanderley Dallas (PMDB) vem causando constrangimento entre as comissões de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e de Educação da Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM).
No projeto (nº 341/2012), Dallas quer reconhecer como patrimônio cultural de natureza imaterial para o Amazonas palavras, segundo ele, comuns no vocabulário regional local, como: “cabaçuda”, “cabaço”, “dedada”, “gala”, “pimba”, “pinguelo”, “piroca”, “pomba”, “xibiu”, entre outras.
Constrangimento:
Deputado Orlando Cidade (PTN) apresentou, na quinta-feira, 16, um projeto para que a CCJR tenha o poder de vetar a tramitação de matérias que, na avaliação dele, ridicularizam o parlamento.
Parlamentar lidera ranking de projetos ridículos:
Além de ser o deputado que mais apresentou projetos, há tempo Dallas vem chamando a atenção pelos temas curiosos que aborda nas propostas, como as que também buscam transformar em patrimônio imaterial as festas da Cerâmica; da Laranja; do Repolho; do Pirarucu; dos Botos; da Soltura dos Quelônios; e do Peão Boiadeiro.
O deputado do PMDB, que compõe a bancada evangélica, é autor ainda do projeto de lei que institui o Dia do Levita (aquele que domina a arte do louvor) no Estado do Amazonas.
Outra proposta do parlamentar em tramitação na Casa Legislativa institui na rede pública de Saúde do Estado a “Semana da Boa Respiração”. (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk vou ri ate o dia do Juizo Final – Chumbo Grosso Manaus)
Em outro projeto, Dallas quer estabelecer o “Dia e a Semana de Conscientização da Reciclagem do Óleo Vegetal Comestível no Estado.
Outra proposta do deputado quer obrigar as empresas projetistas e de construção civil a prover os empreendimentos que especifica de dispositivos para dispensa dos óleos vegetal ou animal e gorduras de uso culinário no Amazonas.
Também é de Dallas a autoria de um projeto sobre a obrigatoriedade de instalação de dispositivo para interromper o processo de sucção em piscinas privativas no Estado.
Com tudo isso esse Baré Dallas é deputado de quinto mandato. No ano de 1982 cursou Teologia no Instituto Bíblico da Assembleia de Deus no Amazonas (Ibadam). O parlamentar foi reeleito em 2014 com 28.297 votos, o equivalente a 1,7% dos votos válidos, que garantiu a Dallas a 6ª maior votação entre os 24 eleitos no pleito.
Para o sociólogo, Marcelo Seráfico
‘Isso é mais uma tragédia’
Para o sociólogo Marcelo Seráfico, a postura do deputado Wanderley Dallas (PMDB), em apresentar um projeto de lei que torne patrimônio cultural e imaterial do Amazonas expressões de baixo calão aproxima o parlamento “mais da tragédia do que da comédia”.
“A postura do deputado é emblemática do tipo de preocupação que move parte dos legisladores estaduais. Acho que a cabeça do deputado está povoada de imagens e palavras bastante singulares. Talvez fosse mais relevante pensar em formas de democratização da política e da cultura”, analisou.
Seráfico disse ter dificuldades em crer que esse tipo de medida tenha alguma importância.

Fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Manaus-Amazonas-Amazonia-Projeto-Lei-Wanderley-Dallas-ALE-AM_0_1343865601.html

Você fez jus ao premio antecipado de 2015, Parabéns


Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.