Header Ads

Mulher foi feita refém em centro comercial de Manaus – Violência em massa na cidade.

MANAUS - Uma mulher foi feita refém em um centro comercial na Avenida Jacira Reis, no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus, desde as 14h30 deste sábado (18). De acordo com informações da Polícia Militar (PM), um suspeito de assalto invadiu o local e rendeu a vítima.
A Polícia Militar informou que um carro da 10ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) fazia patrulhamento pelo local quando avistou o suspeito no centro comercial. Ao avistar os policiais, o suspeito armado com uma faca rendeu a mulher.

Segundo informações preliminares, a vítima trabalha em uma agência de turismo que funciona no centro.
O major Lima Jr, comandante da Ronda Ofensiva Cândido Mariano (Rocam), faz a negociação com o suspeito. O homem solicitou um colete balístico, presença da imprensa e um carro. 

Familiares do suspeito chegaram ao local do crime para tentar auxiliar na negociação por volta das 15h. Parentes da refém também se dirigiram até o local, às 16h20.
A Avenida Jacira Reis foi interditada. A área próxima ao centro comercial foi isolada.



Crise de Violência na Cidade
Nas ultimas 24 horas a cidade de Manaus registra quase que 22 mortes em casos de assaltos, essa crise pode ser reflexo de vários fatores. A Polícia vem trabalhando intensivamente para combater o narcotráfico, como conseqüência, isso pode estar gerando um desespero no bolso dos bandidos fazendo com que eles ataquem a população de outras formas.

Madrugada sangrenta registra 20 assassinatos com característica de vingança
Em menos de 24 horas, ao menos 20 pessoas foram assassinadas em Manaus, segundo os números contabilizados pelo Instituto Médico Legal (IML). Somente à título de exemplo, só na rua Viriato Correia, no bairro de Educandos, zona sul da cidade, foram registrados cinco assassinatos.
A polícia investiga a possibilidade de vingança policial devido a morte do sargento da Polícia Militar (PM) Afonso Camacho Dias, assassinado após um assalto, sexta-feira, em um estacionamento de uma agência bancária no bairro dos Educados.
Também investiga se há relação com a morte, por decapitação, do detento Hudson de Souza Lopes, dentro do Instituto Penal Antônio Trindade, também, na tarde de sexta-feira.
O secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, informou, agora pela manhã, que há indícios de que as mortes tenham sido por motivo de vingança pela morte do sargento da PM Afonso Camacho.



Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.