Header Ads

O Presidente que chamou os aposentados de vagabundos - FHC diz que o sistema político fracassou

SÃO PAULO - O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso afirmou nesta terça-feira 25/08/2015 em palestra a empresários que a crise política é resultado não apenas de decisões tomadas pelo governo federal, mas de um fracasso do sistema político brasileiro.
A avaliação foi feita durante sua participação no 18º Fórum de Varejo da América Latina, na capital paulista, segundo o site “Valor Econômico”.

“Hoje os partidos estão mais preocupados em repartir verba e poder do que defender ideias. O sistema político brasileiro fracassou. E fomos todos responsáveis. Temos que mudar esse sistema, já que ele não teve condições de se regenerar”, afirmou FHC.

A solução, segundo ele, é uma reforma política. O ex-presidente também disse que o cenário para os próximos meses é de maior dificuldade na política do que na economia.
“A economia tem seu próprio ciclo. Ela passa por ajustes de produtividade agora, mas tem seu ciclo de saída e recuperação. A política é diferente, não existe um novo ciclo se ele não for criado. No próximos meses vamos assistir a uma grande instabilidade política, enquanto se desenvolve uma saída para a crise”, afirmou.

Episódio vagabundos - FHC


Em maio/2008 o então presidente Fernando Henrique Cardoso chamou de "vagabundos" os que se aposentam no Brasil com menos de 50 anos.
"Fiz a reforma da Previdência para que aqueles que se locupletam da Previdência não se locupletem mais, não se aposentem com menos de 50 anos, não sejam vagabundos em um país de pobres e miseráveis", disse FHC.
A frase foi dita quando ele se referia aos benefícios previdenciários que, segundo ele, foram estendidos aos velhos no seu governo. Segundo o presidente, os velhos passaram a ter um programa de renda mínima que não existia. Ele disse ainda, sem citar números, que houve um aumento do valor médio dos benefícios pagos pela Previdência e acrescentou que esses são aspectos que precisam ser mantidos na reforma.

Ele também é vagabundo - FHC, que tem 84 anos, é aposentado desde os 37, após ter trabalhado durante 12 anos como professor na USP (Universidade de São Paulo).

Mas em seu próprio governo, FHC conviveu ou convive com "aposentados precoces". Entre as pessoas que se aposentaram antes dos 50 anos estão o deputado Reinhold Stephanes (PFL-PA), ex-ministro da Previdência, e o ex-líder do governo na Câmara, Luís Eduardo Magalhães (PFL-BA), morto no mês passado.
Stephanes se aposentou aos 47 anos. Luís Eduardo Magalhães, que morreu com 43 anos, tinha aposentadoria proporcional como deputado estadual, mas pediu a suspensão do benefício em 95.
Ainda no seu governo, outros ministros se aposentaram antes dos 60 anos (idade mínima que o governo quer fixar para a aposentadoria dos novos trabalhadores).
É o caso, por exemplo, dos ministros Gustavo Krause (Meio Ambiente), que se aposentou aos 51 anos em 1997, e Francisco Weffort (Cultura), que se aposentou aos 58 anos em dezembro de 1995.
Outro exemplo, considerando-se a idade mínima de 60 anos para os homens proposta pelo governo, é a do economista Edmar Bacha, 56, um dos pais do Real. Ele se aposentou no ano passado como professor universitário.
O total de aposentados e pensionistas do INSS com menos de 50 anos de idade era de 1.933.134 pessoas em dezembro de 96. Esse total corresponde a 14,9% do total de segurados com idade conhecida ou 11% do total de segurados.


Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.