Header Ads

Quem vai pagar a conta – O Amazonas vai receber R$ 6 bi para energia elétrica até 2018

Até 2018, o Amazonas vai receber R$ 6 bilhões do governo federal para   geração, transmissão e distribuição de energia no estado. O anúncio foi feito na terça-feira (8), em Manaus, pelo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga. Somente para as cidades do interior serão repassados R$ 3,7 bilhões.
Para as comunidades isoladas, onde não será possível fazer a interligação de rede, deverão ser investidos R$ 860 milhões em 14,5 mil miniusinas com painéis solares, beneficiando 72 mil usuários.
O ministro destacou que os recursos vão ajudar a Eletrobras a melhorar o sistema com o uso de tecnologia e diminuir o tempo de resposta da empresa na solução das ocorrências. 
A Eletrobras também trabalha para que sejam incluídos 210 mil clientes inscritos no Bolsa Família e em outros programas sociais do governo federal na tarifa social de energia e que, por isso, têm direito ao desconto na conta de luz.

INFRAESTRUTURA
Luz Para Todos capacita índios sobre uso de energia elétrica
O Ministério de Minas e Energia (MME), por intermédio do Programa Luz Para Todos, está realizando oficinas para orientar professores, agentes de saúde e lideranças indígenas das várias aldeias Tikuna, na região do Alto Solimões, no Amazonas, sobre o benefício da Tarifa Social e sobre o uso racional, seguro e produtivo da Energia Elétrica.
O objetivo é capacitar os índios para que eles sejam multiplicadores e repassem o conhecimento sobre como usar com segurança e eficiência a energia, recém-chegada em suas casas. Os cursos terminam nesta quinta-feira (3).
O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, explica que a eletricidade traz melhorias sensíveis à qualidade de vida das pessoas que vivem nas aldeias. 
“A energia facilita, por exemplo, a produção de farinha, o processamento de frutas e a conservação de alimentos. Fica mais fácil também o armazenamento de medicamentos e vacinas nas unidades de saúde das aldeias", afirmou o ministro.
A chegada de luz elétrica também auxilia no desenvolvimento educacional e na comunicação com outros povos. "A eletricidade facilita ainda o processo educativo e o fortalecimento cultural. Tem muitas comunidades registrando suas atividades culturais e fazendo intercâmbio com seus “parentes” graças às novas tecnologias, que dependem de energia”, complementou Braga.
O projeto de capacitação destinado às comunidades indígenas faz parte de um conjunto de ações especificas e diferenciadas do Luz Para Todos, para orientação sobre temas relacionados à energia elétrica, adequados aos costumes e à cultura das populações tradicionais, em especial as indígenas e quilombolas, prioridades de atendimento do Programa Luz Para Todos.
O grupo dos Tikuna é o mais numeroso povo indígena na Amazônia brasileira. Estão localizados em vários municípios do Estado do Amazonas, ao longo do rio Solimões, no trecho entre Tabatinga e São Paulo de Olivença.

Programa Luz para Todos - é um programa do governo federal, coordenado pelo Ministério de Minas e Energia, operacionalizado pela Eletrobras e realizado em parceria com os governos estaduais, as concessionárias de energia elétrica e as cooperativas de eletrificação rural.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério de Minas e Energia


Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.