Header Ads

COISA FEIA - Hissa Abrahão (PDT) usa de má fé e condena por antecipação o Presidente do MDE.

MANAUS – Em ato lamentável o Dep. Hissa Abrahão publica uma Nota Oficial em nome do PDT e faz julgamento antecipado do Presidente do MDE que foi preso temporariamente como suspeito da morte do ex-lider estudantil Alexandre. Chumbo Grosso destaca que a prisão e de caráter temporário, como afirmou o Delegado Ivo Martins, e o caso não esta encerrado como afirmou o deputado ex-Fora Dilma e atual Fica Dilma Hissa.

O delegado Ivo Martins, titular da DEHS, informou que há  fortes indícios de que Ildecler seja o mandante do crime, motivado por desentendimentos com Alexandre. O trio está preso temporariamente e todos  estão prestando depoimento ao longo desta quinta-feira”, disse o delegado Ivo Martins.


Chumbo Grosso : O caso não foi esclarecido Senhor Deputado, mantenha o respeito por seu colega de luta o Presidente do MDE.

Veja a nota:

Em nota, o deputado federal Hissa Abrahão, presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT-AM), "primeiramente, agradece à Polícia Civil, na pessoa do delegado Ivo Martins, titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), por esclarecer a morte do militante Alexandre Cézar Ferreira, 33, morto em fevereiro deste ano, em um ramal do bairro Puraquequara, Zona Leste".
Abrahão informou, no comunicado, que Ildercler Ponce de Leão, Thiago dos Santos Miranda e o policial militar Edmilson Pimentel Rodrigues, presos por suspeita de participação no caso, não são filiados ao PDT.
“Agradeço, em nome do PDT, em nome da família do Alexandre e de todos os amigos, a elucidação do crime por parte da Delegacia de Homicídios. Ressalto que os suspeitos do crime não são filiados ou tem ligação com o PDT. E estamos na torcida para que os demais envolvidos nesse brutal assassinato sejam capturados e julgados”, conclui.

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.