Header Ads

Mulher Amor de Dilma aparece embriagada e a pede em casamento

BRASIL - "Eu sou marido da Dilma Vana Rousseff!", disse a mulher, ao justificar a iniciativa de subir a rampa do Palácio. Ela acrescentou: "Eu queria falar pra Dilma Vana Rousseff: você aceita se casar comigo, meu amor?"

Soldados do Batalhão da Guarda Presidencial deram tiros de borracha no chão para conter a cidadã. A ação foi em vão. A mulher, que inicialmente foi identicada como homem, se atirou sobre um soldado e foi imobilizada por seguranças do Palácio. Atordoada, disse que a intenção não era ferir a presidente - Silva não estava armada. "Eu quero sequestrar ela para meu cativeiro: meu coração."
Enquanto um carro do Corpo de Bombeiros era aguardado para levá-la a algum albergue, Edmeire falou coisas sem nexo para as câmaras de televisão e fotógrafos. A única coisa inteligível foi que queria casar com Dilma Rousseff, de quem portava uma fotografia no bolso, juntamente com a carteira de identidade.
Foi a segunda tentativa, hoje, de Edmeire para entrar no Palácio do Planalto. Pela manhã, momentos antes da solenidade de anúncio da redução de preços no consumo de energia elétrica, Edmeire já havia sido contida pela segurança, antes mesmo de subir na rampa. Esta foi a sexta tentativa de invasão durante o mandato de Dilma Rousseff.
A presidente ainda trabalhava no palácio quando houve a tentativa.
Após o episódio, Edmeire foi levada a um hospital de Brasília.
Confundida com homem
Edmeire tem uma página no site de relacionamentos Facebook e ali surgiu a dúvida. Apesar da aparência, da voz e de seu dizer "marido" da presidente, na foto do site Edmeire aparece de cabelos cortados e nas suas mensagens, todas falando da sua paixão pela presidente, às vezes se refere a si como homem, outras como mulher.
Fonte: Veja

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.