Header Ads

DEPUTADO DESOCUPADO - Dep. Wanderley Dllas (PMDB-AM) quer transforma batismo evangélico em praia de Manaus como Patrimônio Cultural e dane-se a liberdade religiosa.

AMAZONAS - Está tramitando na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) um projeto de lei que torna o batismo realizado na praia da Ponta Negra, zona oeste de Manaus, um Patrimônio Cultural do Amazonas. A proposta é do deputado Wanderley Dallas (PMDB), membro da bancada evangélica da Casa e da igreja Assembleia de Deus, a mesma que promove o evento no ponto turístico da capital.

 
Para o deputado, o batismo não se resume a uma cerimônia de cunho religioso. “Não é uma celebração apenas de cunho religioso, mas de aspecto cultural que acrescenta à população valores preciosos de cunho ético e moral e que já acontece há quase 20 anos”, afirmou, ao justificar o projeto.
“Todos os anos, uma verdadeira festa Pentecostal é realizada nesse que é considerado um dos cartões postais mais belos de todo o Brasil, a Ponta Negra. No ano de 2015, cerca de 11 mil fiés desceram as águas do Rio Negro para se batizarem”, é descrito no texto do projeto.

Para Dallas, a laicidade do Estado não será ferida caso os deputados estaduais aprovem a proposta que transforma em Patrimônio Cultural do Amazonas uma tradição da igreja em que ele congrega . “É de cunho religioso, mas abrange toda as religiões”, defendeu.
Dallas assinou o projeto que introduziu a ‘Marcha para Jesus’ no calendário cultural do Estado. “Sem este reconhecimento como evento oficial, os pastores tinham que correr todo ano em busca dos recursos necessários para organizar a festa, mas, agora, o Estado poderá incluir o apoio no seu Orçamento anual”, explicou o deputado.

Ano passado, Dallas  criou o Projeto de Lei 175/2015, que propõe regulamentar a assistência religiosa promovida por capelanias e assegurar o acesso destas aos hospitais da rede pública e privada, e estabelecimentos prisionais civis e militares, a fim de dar atendimento religioso aos internados e encarcerados, desde que em comum acordo com estes. “Capelania é uma atividade cuja missão é colaborar na formação integral do ser humano, oferecendo reflexão sobre valores e princípios éticos”, destacou o parlamentar, em 2015.

Em 2013, o deputado também foi o autor do projeto de lei que reconhece a Bíblia como patrimônio cultural de natureza imaterial do Estado, nos termos do Artigo 206, da Constituição do Estado do Amazonas. Na ocasião,  Dallas declarou que “a Bíblia é a rocha na qual esta República está firmada”.

RELIGIÕES AFROS

É bom alguém lembrar a esse Deputado preconceituoso que o País é um estado laico e que as praias são usadas a centenas de anos pelas religiões afros descendentes como a Umbanda e o Candomblé, disse Ronaldo Aleixo (babalorixá de umbanda)



Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.