Header Ads

Começa o novo mandato de Arthur Neto (PSDB) em Manaus com Greve dos Rodoviários e em breve teremos o aumento da passagem, afinal tem dinheiro dá pra fazer

MANAUS - Rodoviários de empresas que operam no sistema de transporte público de Manaus paralisaram as atividades na manhã desta terça-feira (1º). Quem precisou de ônibus teve que enfrentar uma longa espera. Nas paradas, passageiros criticaram a situação.

A paralisação ocorre dois dias após passageiros relatarem transtornos durante o segundo turno das eleições. Segundo o Sindicato dos Rodoviários, os trabalhadores cobram pagamento de horas extras.


Linhas que atendem bairros das Zonas Oeste e Centro-Oeste, Centro-Sul, Norte e Leste da cidade deixaram de circular.

Na comunidade Parque São Pedro, no Tarumã, Zona Oeste, passageiros aguardavam por transporte. O ajudante de caminhão Flaubemir Araújo, 39 anos, disse que chegou ao local às 6h. Uma hora depois, o ônibus da linha 126 não havia passado. "Não estava sabendo da paralisação, mas vai atrapalhar muito a minha vida hoje. Só resta esperar", disse.


"Já estou atrasado e vai ser preciso alguém da empresa sair para me buscar", disse o motorista Pedro Alexandre Elias, 42. Ele chegou ao ponto de ônibus às 5h20. Por volta das 7h15 da manhã, o coletivo que ele precisava para seguir ao trabalho no bairro Compensa não havia passado no local.

A paralisação no transporte coletivo atingiu trabalhadores de quatro empresas. Em uma delas, a Via Verde, a paralisação ocorreu entre 4h e 5h15 da madrugada, segundo o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram). Por volta das 6h, os coletivos começaram a ser liberados da garagem, após um representante da empresa se comprometer a pagar pelas horas extra. A Via Verde opera 30 linhas, com 183 carros que transportam em média 115 mil passageiros.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.