Header Ads

TCE-AM manda bloquear bens do presidente da AFEAM mais cinco funcionários por má aplicação de recursos em investimentos de R$ 20 milhões do falido estado do Rio de Janeiro.

AMAZONAS - O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ari Moutinho Júnior, em medida cautelar assinada ontem, determinou o bloqueio de bens do diretor-presidente da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) e mais cinco pessoas da entidade por suspeita de má aplicação de R$ 20 milhões, em fundo de investimentos do Rio de Janeiro acusado de desvios de recursos públicos.


A representação é um pedido do Ministério Público de Contas (TCE) e foi acatada pelo presidente do TCE. A medida cautelar tem como objetivo bloqueio dos bens do diretor presidente da Afeam, Evandor Geber Filho; Marcos Paulo Araújo do Vale, diretor de crédito; e dos assessores Otiniel Tavares Monteiro, Arthur Brito Cavalcante Alencar, Ciro Trellese Junior e Alan Douglas Azevedo de Farias. 

O bloqueio dos bens, em medida cautelar, servirá para que o Ministério Público do Estado (MPE), o TCE e a Controladoria Geral da União (CGU) investiguem o investimento de R$ 20 milhões aplicada pela Afeam em cotas do Fundo de Investimentos em Participações Expert (FIP Expert), do Rio de Janeiro. Aplicação considerada temerária pelos fortes indícios de má aplicação de recursos públicos cometida pelo gestor representado. 

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.