Header Ads

João Doria não quer disputar prévia com Alckimin e pede a saída imediata de Aécio Neves da Presidência do PSDB.

SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), descartou qualquer possibilidade de disputar prévias contra o governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), para definir o candidato tucano que disputará as eleições presidenciais de 2018.
© Rovena Rosa O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), defende publicamente a indicação do governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), como candidato à Presidência

Ele também defendeu a saída imediata do senador Aécio Neves (PSDB-MG) da presidência do partido.

Nos últimos dias cresceram os boatos de que Alckmin poderia convocar prévias para barrar a ascensão de Doria no PSDB. “Eu quero deixar bem claro, reto e direto. Não disputo com Geraldo Alckmin. Ele é um nome que me ajudou e me apoiou. É meu amigo há 37 anos. Jamais faria um ato dessa natureza, de rebeldia. Não vou disputar prévias com Geraldo Alckmin, não há a menor hipótese. Primeiro que não sou candidato a nada para disputar nada. Depois, não me vejo nessa condição”, afirmou.

As declarações de Doria foram dadas em seu programa Olho no Olho, transmitido pelo prefeito por meio de seus perfis nas redes sociais. O tucano disse que poderá avaliar várias circunstâncias no futuro, mas reforçou que nenhuma o fará concorrer pela indicação com Alckmin. “Você não joga uma relação de 37 anos no lixo por nada.”

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.