Header Ads

Mesmo sofrendo ameaças, governador Davi Almeida diz que continuará a repactuar contratos, após entregar o Centro Cirúrgico do Hospital e Pronto Socorro da Zona Norte

AMAZONAS - “Não quero briga com ninguém. Minha briga é contra os problemas.”

A declaração do governador David Almeida completou o desabafo feito, hoje, após entregar o Centro Cirúrgico do Hospital e Pronto Socorro da Zona Norte, de que ele, membros de sua equipe e pessoas dessas famílias, vêm recebendo ameaças de morte. David enfatizou que vai recorrer ao Ministério Público e Polícia Civil.
David ressaltou que, por não ceder às pressões enfrentadas, principalmente, ao revisar e repactuar contratos da Saúde, ele e sua equipe viraram alvo de publicações caluniosas. “Cancelamos vários contratos, repactuamos outros, diminuímos custos para poder ofertar esse presente para população do Amazonas”, referindo-se à ala cirúrgica da unidade que ocupa dois andares, com 10 leitos de UTI, 11 salas cirúrgicas e 112leitos de internação.

O governador, que no último dia 9 de agosto completou 90 dias à frente do Executivo Estadual, reforçou que seu compromisso é com a população e vai continuar trabalhando para oferecer o melhor à sociedade do Amazonas.

“Nós estamos enfrentando problemas que não foram criados por nós e sem dúvida alguma, preocupados em dar uma boa qualidade de vida à população do Estado do Amazonas”, completou.


Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.