Header Ads

Com o objetivo de arrumar a Casa (DELE) como prometeu em campanha, Amazonino nomeia sobrinha e marido dela para administrar (FPS) que tem um orçamento de R$ 610 Milhões

AMAZONAS  - O governador Amazonino Mendes (PDT) eleito para um mandato tampão de 15 meses e com slogan “Arrumar a Casa em 12 meses” nomeou a sobrinha Marilena Mônica Mendes Perez e o marido dela, Osvaldo Said Junior, para compor o primeiro escalão de secretários do Estado.
As nomeações constam no Diário Oficial do Estado (DOE) de ontem (4). Juntos vão comandar um orçamento de R$ 610,4 milhões.

Mônica vai ser presidente de honra do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), que tem R$ 20,2 milhões de orçamento anual. Já o marido dela, Osvaldo Said, vai administrar R$ 590,2 milhões. Os valores estão na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017.


Embora nomeação de parentes conflite com o artigo 37 da Constituição Federal, ao ferir os “princípios da moralidade e da impessoalidade”, a Súmula Vinculante nº 13 do STF (que veda o nepotismo) não se aplica aos cargos de natureza política, como os cargos de secretários, questionados na ação. 

Fonte: Fiscaliza Manaus

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.