Header Ads

Investimentos do Governo David Almeida na Segurança Pública se refletem na redução no índice de criminalidade do Estado do Amazonas em Setembro.


AMAZONASO mês de setembro registrou queda em alguns dos principais índices de criminalidade no Estado.
Os homicídios reduziram 40% em relação a agosto, os assaltos a ônibus 13% e, pela primeira vez, em oito anos, nenhum latrocínio é registrado por um período de trinta dias. Os resultados apresentados nesta segunda-feira, 02 de outubro, pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) e órgãos que compõem o Sistema de Segurança do Estado são vistos como reflexo dos investimentos feitos na área nos últimos cinco meses pelo governador David Almeida.

Com os homicídios e criminalidade em alta desde janeiro, por conta da crise no sistema penitenciário, órgãos de Segurança Pública do Amazonas (Polícias Civil e Militar, SSP-AM, Detran e Corpo de Bombeiros) intensificaram suas ações para redução dos índices, com aumento no policiamento ostensivo e prisões de criminosos envolvidos nos assassinatos.
O balanço geral foi apresentado em coletiva à imprensa no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da qual participaram o secretário de Segurança Pública, Carlos Alberto de Andrade, o comandante do Corpo de Bombeiros, Carlos Alberto Tupinambá, o delegado-geral-adjunto da Polícia Civil, Ivo Martins e o tenente-coronel George Feitosa, representando a Polícia Militar, além do deputado estadual Platiny Soares.
De acordo com o secretário de Segurança Pública, Carlos Alberto, em janeiro deste ano, foram registrados 81 homicídios, e o aumento continuou nos meses seguintes. Somente em setembro os números reduziram quase 40% comparado com o mês anterior, agosto, que fechou com 105. “Estamos comparando mês a mês já que o cenário deste ano é totalmente diferente do ano passado, por conta da crise prisional iniciada em janeiro. O mais importante mostrar é que houve resultado das ações que foram realizadas”, disse Carlos Alberto.
Ele afirmou ainda que também foi neste mês de setembro, pela primeira vez, desde 2009, ou seja, cerca de oito anos, que nenhum latrocínio, foi registrado na capital, pelo período de 30 dias, o crime é um dos mais preocupa a sociedade por conta da crueldade do roubo seguido de morte. “Passamos a investir nesse mês, em ações direcionadas a esses tipos de crimes, roubo, furtos e latrocínios, que mais incomodam a sociedade”, disse.
O roubo a ônibus do transporte coletivo, também registrou redução de 13%, saindo de 377 em agosto, para 327 casos em Setembro.
Conforme os dados apresentados, a produtividade das Polícias Civil e Militar e SSP-AM também estiveram em alta. De Janeiro a setembro foram apreendidas 436 armas ilegais, que estavam na posse de pessoas suspeitas de crimes. 
Nesse período, 3.445 veículos roubados, carros e motos, foram recapturados em ações policiais. No total, foram registradas 5.643 prisões, sendo 1.012 cumprindo mandados de prisão.
 Investimentos contribuíram para as reduções
Dentre as ações e investimentos no setor de Segurança Pública, no período de maio a agosto, destacam-se a histórica promoção e escalonamento concedidos pelo Governo do Estado à Polícia Militar, Polícia Civil, e Corpo de Bombeiros. Segundo o deputado estadual Platiny Soares, os atos estimularam a atuação de servidores, por significam a valorização e reconhecimento de quem está nas ruas com a missão de proteger a sociedade.
Também nesse período, houve a renovação da frota de veículos terrestres (carros e motocicletas) e manutenções na frota aérea e fluvial. Ao todo foram 260 viaturas,  que já estão sendo utilizadas no policiamento de proximidade, pela Força-Tática e Tropas Especializadas da Polícia Civil e Militar, que atuam na repressão qualificada dos crimes, às Companhias Interativas Comunitárias (CICOM’s), bem como viaturas para as unidades policiais do interior do Estado.
Ainda foram contempladas nas ações, serviços de manutenção e contratação de empresas especializadas na prestação de serviços a aeronaves, investimento de aproximadamente R$ 1,4 milhão. Também nesse período, as Polícias Civil e Militar receberam novos armamentos, cerca de 70 fuzis, para serem utilizados no combate à criminalidade no Amazonas, dando mais proteção aos policiais e fortalecendo as ações de Segurança na cidade e nos rios. Houve também a reposição de armas não-letais para as polícias.
O Governo também implantou um novo projeto de policiamento: o ciclopatrulhamento, reforçando o policiamento ostensivo da cidade, com o uso de bicicletas.

 FOTOS: Valdo Leão

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.