Header Ads

David acredita que o Amazonas avançará economicamente e coloca seu nome a disposição para as próximas eleições se assim for a vontade do povo.

AMAZONAS - Após um 2017 atípico, conforme suas próprias palavras, o Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida, vislumbra um 2018 de avanços na economia do Amazonas e consequentemente dias melhores para a população.
No âmbito pessoal, o parlamentar diz que o foco é continuar gerindo com êxito o Poder Legislativo, e afirmou que ainda não sabe a que cargo concorrerá nas eleições.

“O Estado terá um acréscimo de mais de R$ 800 milhões no orçamento de 2018 e já tem pronto para acessar mais R$ 300 milhões em empréstimo. Isso ajudará o Estado a avançar, a se desenvolver. Eu acredito que as perspectivas são bem melhores do que a do ano passado porque 2015 e 2016 foram anos muito ruins, onde foi estimada uma receita e ela não foi alcançada, ou seja, houve déficit. Em 2017, já teve superávit e 2018 com o país crescendo, a diminuição da inflação e das taxas de juros, eu acredito que haverá avanços”, observou.

Acerca da atuação parlamentar, Almeida diz que quer pagar a data-base de 2018 dos servidores da Casa em janeiro e vai trabalhar para quitar o débito referente à reposição salarial de 2016.

“Eu peguei a Assembleia num cenário difícil. Por conta de crise, a receita foi diminuída e o pagamento da data-base dos servidores de 2016 e 2017 não foi feito, além do abono do final de ano. Nós fizemos os ajustes necessários nos três primeiros meses, eu passei cinco no governo, e quando voltei já fizemos, na primeira semana, a recomposição salarial de 2017 e pagamos o abono do final de ano. A assembleia voltou a respirar. Nós não devemos mais nenhum fornecedor. Nós tínhamos divida de 2015 e 2016 e conseguimos quitar. No início do ano, o planejamento é pagarmos a data-base de 2018”, explicou.

Eleições
Com relação às eleições de 2018, David Almeida afirmou que ainda não sabe para que cargo concorrerá, mas confessou que se houver condições e o povo quiser, poderá colocar seu nome à prova para o Governo do Estado.

“Por onde eu ando, vejo que o povo aprovou o que fiz. Essa semana fui ao banco, na Sete de Setembro, e muitas pessoas me abraçaram, pediram para tirar foto.Quando eu saio na rua, o feedback é positivo por isso eu tenho certeza que fiz o que o povo queria que eu fizesse. Não tenho partido. Eu estou conversando, mas nada concreto. Não sei para o que vou concorrer. Isso vai ficar para maio e abril, onde faremos uma pesquisa para saber o que o povo quer, qual cargo devo concorrer. A estrutura política para fazer campanha no Amazonas é muito difícil, é muito cara. Confesso que tenho uma condição favorável, mas não tem nada decidido”, concluiu.

Foto: Dhyeizo Lemos

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.