Header Ads

Presidente do PHS quer a filiação do deputado Jair Bolsonaro

BRASIL - O presidente da executiva nacional do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Eduardo Machado, disse ao Diário do Nordeste que a agremiação está de portas abertas para receber o presidenciável, deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), para a disputa à Presidência da República, em 2018.
O deputado federal Cabo Sabino, ainda filiado ao PR, está responsável por fazer a interlocução entre a legenda e o pré-candidato. Na manhã de ontem, a nova executiva estadual do PHS tomou posse na Assembleia Legislativa.

Machado esteve no Ceará para participar da posse da direção do PHS, e junto com ele vieram os deputados federais Pastor Eurico, líder do partido na Câmara; e Givaldo Carimbão, secretário do diretório nacional. O PHS do Ceará, como o Diário  adiantou, ficará sob o comando do chefe de gabinete de Cabo Sabino, o advogado Sabino Sá. No entanto, no dia 16 de março, o parlamentar deve assumir a legenda, após desfiliar-se do PR.

Além desses, também participou do evento o ex-deputado estadual e um dos fundadores do PHS, o cearense Francisco Caminha, que havia perdido a presidência do partido para Tin Gomes, que estava destituído do comando da legenda desde outubro. De acordo com Eduardo Machado, o ingresso de Cabo Sabino no partido representa ganhos para a sigla em nível nacional. 

No que diz respeito ao Ceará, ele afirmou que não fará qualquer interferência quanto aos apoios definidos pela executiva no Estado. “Eu não vou decidir quem será o candidato de fulano ou beltrano”, disse. Machado ressaltou ainda que respeita quem construiu o partido no Ceará nos últimos 20 anos, mas destacou que o momento é novo para a política, ressaltando que o PHS terá como objetivo focar em candidaturas a deputado federal, em razão das exigências da última Reforma Política. 

Debatido
Questionado sobre a defesa que Cabo Sabino faz de uma eventual candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência da República, o dirigente ressaltou que isto foi debatido em reunião do partido, na qual o deputado cearense ficou responsável por levar o convite ao deputado Bolsonaro para que ele ingresse na legenda humanista. “Particularmente, tenho interesse na candidatura do Bolsonaro, se ela acontecer dentro do PHS. Tenho bastante interesse de convidá-lo e externei ao Sabino que leve meu convite ao deputado. O PHS está de portas abertas para recebê-lo”, disse. 
Apesar de ter participado da posse da nova executiva do PHS no Ceará, a própria direção do partido em nível nacional tem sido contestada. Dirigente destituído, o deputado estadual Tin Gomes chegou a dizer ao Diário que o ato ocorrido, ontem, pode inclusive não ter efeito caso a Justiça entenda que houve irregularidades na condução do partido por Eduardo Machado.

O presidente nacional ressaltou, porém, que há contestação jurídica sendo feita por grupos rivais que ele tem dentro do partido. Os questionamentos são contra atos seus praticados no exercício da presidência do PHS. Ele destacou, no entanto, que tem ganhado na Justiça todas as ações e que estaria “absolutamente tranquilo de nossos atos”. “A nova direção toma posse e se consolida para a disputa de 2018”, enfatizou.

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.