Header Ads

PT faz discurso pra defender Temer e se assustam com a possibilidade de Carmem Lúcia se tornar Presidente

BRASIL - Dirigentes do PT trataram com cautela a recente ofensiva sobre Michel Temer.
Avaliam que o momento não é de comemoração, mas de tentar entender “o que está por trás” do novo cerco. Eventual queda do emedebista, creem, ampliaria a crise e a hipertrofia do Judiciário. Coincidência ou não, nota emitida pelo Planalto para rebater a operação Skala sustenta que “querem impedir candidatura” e barrar a livre escolha pelo povo. O trecho se encaixa no discurso Temer, mas também no de Lula.

A avaliação feita por petistas nos bastidores não vai aliviar os ataques a Temer no plenário do Congresso. Parlamentares e quadros da legenda apostam que, se o presidente cair, Rodrigo Maia (DEM-RJ) não conseguirá governar.

Crítico aguerrido do emedebista, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) diz, por exemplo, que obviamente seu partido votará pela aceitação de uma nova denúncia, mas pondera: “Acho que tem muita gente querendo colocar a Cármen Lúcia na Presidência da República”.

Os desdobramentos da operação Skala serão determinantes para o destino de Temer. Se nenhum fato Contundente surgir, a tendência da base aliada é tentar acomodar o assunto. Caciques de partidos do centrão já dizem que uma nova denúncia jogaria o país no escuro e, por isso, só deveria ser apreciada após a eleição.

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.