Header Ads

Após a fuga de 35 marginais perigosos do CDPM2 o povo do Amazonas quer saber se isso já faz parte do pacote da consultoria de R$ 5 milhões com Giuliani?

AMAZONAS - Cerca de 35 detentos do Centro de Detenção Provisória Masculino II (CDPM2), no quilômetro 8 da BR-174,  fugiram por um túnel construído no Pavilhão 5 da unidade, durante a manhã de sábado (12), será que já foi efeito do contrato de consultoria com o que a de melhor em segurança pública no mundo, através de Giuliane (Ex-Prefeito de Nova York), como disse Amazonino.


Cleitman explicou que esse foi o quarto túnel construído pelos detentos do Pavilhão, desde quando o presidio foi inaugurado, em 2017. Agentes penitenciários flagraram, por volta das 8h30, alguns internos entrando no túnel. 

"Os agentes do canil chegaram a atirar, mas muito dos detentos do Pavilhão já tinham fugido pela mata. Após isso, eles acionaram imediatamente a Polícia Militar. Em pelo menos três celas houve fuga de presos ". 

FOTOS DOS FUGITIVOS
Secretaria de Estado de Administração Penitenciária divulgou fotos dos presos que fugiram do Centro de Detenção Provisória de Manaus II (CDPM II) na manhã deste sábado (12). Após uma recontagem dos detentos, o pasta informou que 35 conseguiram escapar por um túnel.

GIULIANI DEVE FECHAR O BURACO
O túnel foi encontrado próximo a área externa do pavilhão 5. A secretaria informou que está tomando as providências para fechar o buraco. Devem chamar Giuliane para fazer a consultoria antes de qualquer ação, achamos.

OCORRÊNCIA
A ocorrência foi repassada ao Sistema de Segurança Pública e a Força Nacional de Segurança, que atua na área externa das unidades prisionais desde janeiro de 2017, quando um massacre deixou 56 presos mortos.

PERÍCIA
A perícia esteve no local e será aberto um procedimento administrativo pela Seap, para apurar as circunstâncias da fuga e verificar se há responsabilidade de algum servidor na ocorrência.

CONTRATO DE 5 MILHÕES COM GIULIANI
o governador Amazonino Mendes ressaltou o pioneirismo do Amazonas em trazer para o Brasil uma consultoria da área de segurança reconhecida mundialmente. Segundo ele, o investimento do governo é mínimo se considerado os resultados esperados com a contratação do escritório “Giuliani Security & Safety”, de Rudolph Giuliani, especialista em segurança que reduziu em 60% a criminalidade em Nova Iorque (EUA), quando foi prefeito da cidade.

 “Nós estamos contratando o que há de melhor no mundo para enfrentar um problema angustiante e que o Brasil vem sendo derrotado, sistematicamente, em todas as cidades, em todos os estados. E a nossa cidade, Manaus, teve uma evolução galopante, no ponto de vista negativo em relação à segurança. Lá atrás, quando governei, o Amazonas era o menor índice brasileiro de criminalidade. Hoje, é um dos primeiros e somos os campeões no excedente de população carcerária. Isso foi rápido, em 15 anos”, ressaltou Amazonino.

 A parceria com a consultoria internacional foi firmada no último dia 18 de abril, com investimentos da ordem de R$ 5 milhões. “O custo? 1,5 milhão de dólares, cerca de cinco milhões de reais. Se nós pensarmos que nós gastamos R$ 1,2 bilhão num programa e não restou nada, não ficou nada. Nós jogamos dinheiro fora”, disse o governador ao se referir a programa idealizado por governos anteriores.

 Amazonino afirmou que o estado precisa de uma solução duradoura e eficaz. “A gente precisa de tecnologia, capacidade, competência, qualidade, para dar ao nosso povo mais segurança, dar aos pais mais tranquilidade. Nós sabemos que a principal vítima da droga é o jovem.  É isso que a gente quer combater. É o grande legado. Isso faz parte de um estudo que estamos fazendo de preparar o estado para o futuro”, destacou.

 O Amazonas é o primeiro do Brasil a firmar acordo com a empresa reconhecida no mundo inteiro por implantar medidas de sucesso no combate à criminalidade. Em maio, a equipe de Giuliani desembarca em Manaus para iniciar o trabalho estratégico na área de segurança pública.

 “O Brasil inteiro está comentando a ousadia nossa de irmos aos Estados Unidos, a Nova York, e contratar o maior expert do mundo. E a experiência dele não é só Nova York. Eles fizeram experiências na Colômbia, em Honduras, Canadá, Rússia. É uma equipe chamada no mundo inteiro”, completou o governador, ao ressaltar a posição estratégica do Amazonas na rota do tráfico de drogas na América do Sul. “O desafio é enorme, nós somos estado fronteiriço, com países notadamente produtores de droga. Então nós precisamos combater essa elevada situação de insegurança de forma técnica, não no achismo”.

Parceria - De acordo com Amazonino, o trabalho desempenhado pelas forças de segurança do Amazonas com a equipe técnica de Rudolph Giuliani será acompanhado pelo Ministério de Segurança. “E aqui no Amazonas conversei com o ministro da Segurança (Raul Jungmann) e dei conta a ele, sobre essa atitude nossa, e nós vamos dividir as informações, as colocações técnicas, as formas de combate. O Amazonas vai ajudar o Brasil neste setor. Então, isso é um motivo de muita alegria”, frisou.

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.