Header Ads

Governo do Amazonas vai usar Vants para fiscalizar crimes ambientais

AMAZONAS - A partir de agora, denúncias de crimes ambientais no Estado serão monitoradas por dois Veículos Aéreos Não Tripulados (Vants) de alta tecnologia.
Os equipamentos foram recebidos nesta sexta-feira (18/05) pelo secretário de Estado do Meio Ambiente (Sema) e presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Marcelo Dutra, e começaram a serem testados na área da Cidade Universitária, no município de Iranduba (distante 27 quilômetros de Manaus).

De acordo com Dutra, as duas aeronaves não tripuladas são de altíssima tecnologia de monitoramento e foram adquiridas por meio do Projeto Prevenção e Combate ao Desmatamento e Conservação da Floresta Tropical no Estado do Amazonas (Profloram), que tem como principal mantenedor o Governo Alemão, por intermédio da KfW Entwicklungsbank. Os equipamentos começam a ser utilizados a partir do fim deste mês.

Os Vants são drones de asa fixa que captam imagens com grande precisão e alta qualidade e vão facilitar e otimizar o trabalho de campo das equipes de fiscalização do Ipaam, principalmente nas atividades em áreas de desmatamento e em locais com focos de queimadas. Os equipamentos também serão utilizados no monitoramento de ambientes aquáticos de rios e lagões do Amazonas para auxiliar nos processos de Acordos de Pesca.

Os Vants tem uma autonomia de 1h de voo, atingem mais de 3 mil metros de altura e captam imagens de alta resolução de forma rápida, fácil e possui Sistema Inercial, GPS e Piloto Automático, que permite a cobertura do registro da ocorrência de ilícitos ambientais, como extração ilegal de pesca, madeiras e exploração mineral, em poucos minutos obedecendo demandas programadas.


Tecnologia ─ Marcelo Dutra explicou que, além de fiscalizar irregularidades, as aeronaves vão realizar o acompanhamento de atividades devidamente licenciadas. “Tendo em vista a grande demanda de vistorias, fiscalizações e ações de monitoramento ambiental, é notável que há essa necessidade de fazer com que as tecnologias disponíveis no mercado trabalhem em conjunto com os técnicos para facilitar as atividades”, disse.

O secretário da Sema e presidente do Ipaam disse que a atividade de fiscalização é de suma importância para áreas de intervenção do Profloram, as das regiões Sul, Sudeste e Baixo Amazonas do Estado, abrangendo os municípios de Boca do Acre, Lábrea, Canutama, Humaitá, Manicoré, Novo Aripuanã, Apuí, Maués, Boa Vista do Ramos, Barreirinha, Parintins e Nhamundá.

Desmatamento ─ Estes 12 municípios estão na linha de frente das cidades que sofrem elevado grau de “antropização” (mudança de solo) e desmatamento, contrapondo-se geograficamente ao “Arco de Desmatamento” formado pelo avanço das fronteiras madeireira e agropecuária, oriundas dos estados do Pará, Mato Grosso, Rondônia e Acre.

Para o gerente de Fiscalização o engenheiro florestal Abner Brandão, a utilização desse equipamento permitirá que as ações sejam realizadas de forma ágil e em tempo real. “Não podemos deixar de destacar que a atividade de fiscalização é de suma importância para estas áreas, colocando a fiscalização como um evento permanente e garantindo a segurança e integridade da biodiversidade”, disse.
Para operar os Vants nas ações do Ipaam, o órgão realiza a partir desta segunda-feira (21/05) na região da Cidade Universitária, em Iranduba, curso teórico e prático de pilotagem do drone de asa fixa, filmagem, mapeamento e fotogrametria. A aula vai contar com a participação de 15 técnicos da Gerencia de Fiscalização Ambiental (Gefal).

FOTOS: ANDREA REIS/IPAAM E REPRODUÇÃO DO VANT

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.