Header Ads

Temer deve anunciar hoje que não é candidato a Presidento e deve apoiar o responsável pelo aumento nos preços dos combustíveis Henrique Meirelles #Oremos

BRASIL - O presidente Michel Temer deve anunciar nesta terça-feira, durante evento do MDB, que não será candidato nas eleições presidenciais deste ano.

Com a desistência, ele apoiará Henrique Meirelles na disputa e focar seus esforços na defesa de seu 'legado' como presidente.

Paralisação no Transporte contra o aumento dos combustíveis 
O protesto de caminhoneiros contra o aumento dos combustíveis, em especial do diesel, que afetou diversas rodovias do país nesta segunda-feira, ainda causa transtornos em estradas importantes no início da noite, horário de em que registram movimento intenso. As operações no de recepção e entrega de mercadorias nos terminais do porto de Santos, o maior do país, também seguem comprometidas pelo protesto.

Na parte da manhã, a categoria realizou atos em dez estados do país. Além da redução do preço do diesel, eles pedem isenção de tributos como forma de baratear o preço dos fretes. A categoria já havia prometido a paralisação na semana passada se não fossem atendidas uma série de reivindicações apresentadas ao governo Michel Temer (MDB). Até as 16h30, as manifestações de caminhoneiros já atingiam 18 Estados e causavam 107 pontos de interdição em rodovias federais de todo o País. Paraná, Minas Gerais e Bahia são os Estados mais atingidos.

A rodovia Régis Bittencourt, que liga São Paulo ao Sul do país, foi interditada no final da tarde na altura do quilômetro 279, em Embu das Artes (Grande São Paulo) nos dois sentidos – São Paulo e Curitiba. Segundo informações da Arteris, concessionária responsável pela via, os manifestantes atearam fogos em pneus para impedir o tráfego, mas veículos de passeio conseguem passar por um desvio lateral na pista. Também há uma interdição total no km 477, em Jacupiranga (SP) no sentido Curitiba.
Em Santos, o protesto no porto ocorre desde a manhã.  “O acesso de veículos rodoviários de carga às instalações do Porto de Santos ficou comprometido pela ação dos manifestantes. O fluxo de acesso já apresentava, desde as primeiras horas da manhã, significativa redução em virtude do anunciado movimento”, afirmou em nota os responsáveis pelo terminal portuário.

Segundo a administração do porto, as manifestações dos caminhoneiros concentram-se no acesso de entrada às instalações do complexo portuário, na região da Alemoa. Apesar de impactar as operações portuárias, os protestos não causaram incidentes. O porto de Santos afirmou ainda que operações de carga e descarga de navios ocorrem normalmente, apesar de protesto de caminhoneiros, com alguns terminais contando com estoques.

Castello Branco e Anhanguera
O tráfego no Sistema Anhanguera-Bandeirantes já está normalizado após engarrafamento em suas pistas expressas, devido ao protesto dos caminhoneiros nesta segunda-feira, 21. O congestionamento ocorreu do km 38 ao 39, no sentido interior e do km 40 ao 39, no sentido capital, próximo às regiões de Cajamar, Jundiaí e Osasco. 

A rodovia Castello Branco, por sua vez, tem tráfego interrompido em sua pista expressa, devido às manifestações dos caminhoneiros. Às 16h43, o bloqueio no sentido da capital paulista causava engarrafamento do km 14 ao 13, em Osasco.

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.