Header Ads

O pré-candidato ao Governo do Amazonas, David Almeida, nega aliança com o PC do B de Vanessa Grazziotin

BRASIL - O ex-governador e presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, David Almeida (PSB) negou, em entrevista ao blog Radar Amazônico, que tenha aliança com o PCdoB ou outros partidos envolvidos na Lava Jato.
"Ela participou do evento do lançamento da minha pré-candidatura ao governo e declarou apoio, mas não há nada concreto em relação à coligação", afirmou David Almeida.
A presença da senadora Vanessa Grazziotin e seu marido, Eron Bezerra, ambos do PCdoB, no evento, além de outros nomes como o do deputado Sinésio Campos (PT), provocou uma forte rejeição popular à candidatura de David Almeida que, por esta reação, deve pesar bem com quem deverá coligar para evitar desgastes desnecessários.
A grande verdade é que, David Almeida, sozinho tem rejeição mínima ante a população e tem usado bem os poucos meses que passou à frente do governo e vai quebrando conceitos que, ao passar do tempo, foram se cristalizando, como alianças com velhos caciques, partidos que garantam tempo de televisão e recursos.
Ficou patente que a população não quer candidatos que tenham alianças com partidos e políticos envolvidos em corrupção, sobretudo associados à Operação Lava Jato.
Partidos como PT, PCdoB, PR, MDB e PSD mostram uma grande rejeição junto à população. Eron Bezerra, por exemplo, foi condenado a devolver mais de um milhão aos cofres públicos por atos de inprobidade durante sua passagem pela Sepror e está inelegível até 2026.
Convenções partidárias
As convenções para a escolha dos candidatos a presidente e vice-presidente da República, governador e vice-governador, senador e respectivos suplentes, deputado federal, deputado estadual ou distrital deverão ocorrer entre os dias 20 de julho e 5 de agosto.
Enquetes
A partir de 20 de julho, não será permitida a realização de enquetes relacionadas ao processo eleitoral. Vale lembrar que enquete é a simples coleta de opiniões de eleitores sem nenhum controle de amostra e sem a utilização de método científico para sua realização. Esse tipo de consulta informal depende apenas da participação espontânea do interessado.
Registro de candidatura
O último dia para os partidos políticos e as coligações apresentarem junto à Justiça Eleitoral o requerimento de registro de candidatos é 15 de agosto. O TSE receberá o requerimento de candidatos a presidente e vice-presidente da República, e os tribunais regionais eleitorais (TREs) o requerimento de candidatos a governador e vice-governador, senador e respectivos suplentes, deputado federal e deputado estadual ou distrital.
Propaganda eleitoral
No dia 16 de agosto, passa a ser permitida a realização de propaganda eleitoral, como comícios, carreatas, distribuição de material gráfico e propaganda na Internet (desde que não paga), entre outras formas.
Fonte: Portal dos Barés

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.