Header Ads

Parece um jogo de cartas marcadas para pedir o aumento da tarifa’, afirma Wilker Barreto

MANAUS - O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Wilker Barreto (PHS), intitulou como baderna a decisão do sindicato dos rodoviários de buscar a população nos terminais e deixarem-na no meio do caminho em ato de protesto. 

Segundo o parlamentar, o gesto mostra um incentivo ao estado de anarquia e reforça, ainda, a postura de um sindicato que não quer negociação e não respeita a cidade de Manaus e sim parece coordenar ação para pedir o aumento da tarifa.


“Eu entendo toda a revolta do trabalhador, desempregado, que acordou de manhã, pegou os últimos centavos no bolso para pagar a tarifa e sair em busca de emprego, para ser roubado. Isso porque ao saírem do terminal, já estavam de caso pensado. Mas faço um apelo à população: não depredem os ônibus. Vamos precisar deles quando o sistema for retomado”, disse.

Barreto demonstrou indignação quanto à postura do sindicato em reunião, realizada no último dia 1º, no Ministério Público do Trabalho. Segundo ele, a ata de reunião deixa claro que, mesmo com todos os percentuais aceitos, por conta de um item, toda a tentativa de retomar o sistema foi ignorada. “O que me entristece é que o que menos importa é a população manauara. Parece um jogo de cartas marcadas entre sindicato laboral e patronal. Nunca vi isso. Todos os itens propostos aceitos. Todos os percentuais aceitos e por causa de um item, se joga uma tentativa de negociação”, lamentou.

Segundo o parlamentar, medidas urgentes precisam ser tomadas para que a cidade volte à normalidade do sistema, caso contrário, muitos trabalhadores ficarão desempregados. “Conversei com o Ralph (Ralph Assayag, presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas do Amazonas). Ele estava preocupadíssimo com a quantidade de pessoas que podem ser demitidas se o sistema de transporte não voltar ao normal. Porque no comércio, se não tem receita, demite. Quem é que vai repor esse emprego do trabalhador que às duras penas conseguiu esse serviço? Prefeito, se precisar, decrete intervenção”, disse.
Barreto falou, ainda, da intenção do prefeito Arthur Neto em repassar à Agencia Reguladora dos Serviços Públicos Delegados de Manaus (Ageman), a bilhetagem eletrônica. “Decisão que será sensata. A bilhetagem tem de estar sob o controle do município. Essa matéria deve chegar à Casa nos próximos dias e iremos trabalhá-la em regime de urgência”, frisou.

Sobre a instauração de uma Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI), o presidente da Casa disse que a Comissão de Transporte, Mobilidade Urbana e Acessibilidade (CMTMUA) irá agir de forma correta e dura. “Se o remédio for a CPI, vamos instaurar”, concluiu Barreto.

Texto: Dircom/CMM
Foto: Robervaldo Rocha - Dircom/CMM

Nenhum comentário:

Patrocinador

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.